UM PROMÍSCUO PANO DE FUNDO: POR QUE A PRISÃO DE PAULO BERNARDO LEVOU MAIS DE UM ANO PARA SER DECRETADA?; E POR QUE, COINCIDENTEMENTE, NO MESMO DIA FOI DETERMINADO O CUMPRIMENTO DE MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO NO DIRETÓRIO NACIONAL DO PT?

É fato notório que a Senadora Gleisi Hoffmann, esposa do ex–Ministro Paulo Bernado, adotou uma postura combativa no processo de Impedimento Presidencial que tramita no Senado; em retaliação vimos, no mesmo dia, os holofotes brilharem ao festejar o cumprimento dos injustos mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão, contra seu marido e partido político. Percebo, que o movimento anti-nacionalista (golpista) tem por característica atacar e perseguir exclusivamente mulheres (possivelmente por imaginá-las frágeis, e consequentemente vulneráveis). Lastimavelmente revoltante, enquanto Advogado e cidadão brasileiro, é novamente ver (como ocorrido em 1964) as leis servirem como instrumento de opressão aos judicados. Pergunto-me: até quando o Judiciário e o povo brasileiro permanecerão silentes frente aos vergonhosos excessos diariamente cometidos no País?, que só nos traz

V-E-R-G-O-N-H-A!

______

images (1)

ALGUMA SEMELHANÇA À 1964? 

pf-operacao-ptphpXQGGhc

 

_______

  • Nota de Gleisi Hoffmann:

Hoje foi um dia muito triste na minha vida como mulher, como política e, sobretudo, como mãe. Conheço o pai dos meus filhos. Sei das suas qualidades e do que não faria, por isso sei da injustiça que sofreu nesta manhã.

Mais de 10 pessoas estranhas entraram em minha casa com ordem de busca e apreensão. Trouxeram também uma ordem de prisão preventiva contra o Paulo.

Busca e apreensão após quase um ano de início do processo?!


Prisão preventiva para previnir o que?! Uma fuga? Um conluio? Qual risco representa ele?

Desde que esse processo começou, Paulo se colocou inúmeras vezes à disposição da Justiça, sempre esteve totalmente disponível, tem endereço conhecido.

Vieram coercitivamente buscá-lo em casa, na presença de nossos filhos menores. Um desrespeito humano sem tamanho, desnecessário. Não havia nada em nossa casa que podia ser levado. Mesmo assim levaram o computador do meu filho adolescente. Fiquei olhando meu menino e pensei sobre a dor que sentia com aquela situação.

Quem nos conhece sabe que não fizemos fortuna, não temos conta no exterior, levamos uma vida confortável, porém modesta. O patrimônio que temos, parte financiado, foi comprado com nossos salários.

Não me cabe outra explicação que não o desvio de foco da opinião pública deste governo claramente envolvido em desvios, em ataques aos direitos conquistados pela população. Garantir o impeachment é tudo o que mais lhes interessa neste momento.

Fonte: http://www.esmaelmorais.com.br/2016/06/prisao-de-paulo-bernardo-e-para-garantir-o-impeachment-denuncia-gleisi-hoffmann/. Acesso em: 24.06.2016

_______

  • Veja íntegra da nota da defesa de Paulo Bernardo:

O Ministério do Planejamento se limitou a fazer um acordo de cooperação técnica com associações de entidades bancárias, notadamente a ABBC e SINAPP, não havendo qualquer tipo de contrato público, tampouco dispêndios por parte do órgão público federal. Ainda assim, dentro do Ministério do Planejamento, a responsabilidade pelo acordo de cooperação técnica era da Secretaria de Recursos Humanos e, por não envolver gastos, a questão sequer passou pelo aval do Ministro.

Não bastasse isso, o inquérito instaurado para apurar a questão há quase um ano não contou com qualquer diligência, mesmo tendo o Ministro se colocado à disposição por diversas vezes tanto em juízo como no Ministério Público e Polícia Federal.

A defesa não teve acesso à decisão ainda, mas adianta que a prisão é ilegal, pois não preenche os requisitos autorizadores e assim que conhecermos os fundamentos do decreto prisional tomaremos as medidas cabíveis.

NOTA DOS ADVOGADOS

  • Veja íntegra da nota do PT:

O Partido dos Trabalhadores condena a desnecessária, midiática, busca e apreensão realizada na sede nacional de São Paulo.

Em meio à sucessão de fatos e denúncias envolvendo políticos e empresários acusados de corrupção, monta-se uma operação diversionista na tentativa renovada de criminalizar o PT.

A respeito das acusações assacadas contra filiados do partido, é preciso que lhes sejam assegurados o amplo direito de defesa e o princípio da presunção de inocência.

O PT, que nada tem a esconder, sempre esteve e está à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/06/paulo-bernardo-recebeu-cerca-de-r-56-milhoes-em-fraude-diz-pf.html. Acesso em: 24.06.2016.